Arranca Línguas (D&D 5ª ed) - Bestiário Tropical pag. 014

Um homem-macaco, de mais de quatro metros de altura, com longos e pelos escuros surge da árvore na beira da mata. Seus pés são grandes e quase não deixam pegadas, nem fazem barulho. Seu urro é assustador, mas ele quase não o usa.


Essa criatura ganhou esse seu nome devido ao modo com que mata suas presas. O Arranca Línguas se alimenta somente desta parte do corpo. Suas principais vítimas são bois e cabras, mas costumam matar pessoas que entrem em seu território. Vivem em matas e cerrados, sempre próximos a regiões de criação de gado. São criaturas solitárias e seu território de caça pode se estender por mais de 100 léguas.


Apesar de selvagem, essa criatura é capaz de bolar planos e, quando nota que a presença de muitos viajantes em se território, costuma se transformar em árvore ou tronco caído perto de bons locais para acampamentos e esperar que o grupo acampe por ali, atacando-os no meio da noite, sem fazer qualquer barulho.


Quando estiver sozinho e terminar uma refeição, o Arranca Línguas costuma urrar de satisfação. Ele também usa esse urro gutural para deixar os viajantes invasores apreensivos no meio da

noite.


Há quem diga que essas criaturas são descendentes de um antigo ladrão de gado que foi amaldiçoado, mas não há certezas.


Até matar. O Arranca Línguas não se contenta em apenas em desmaiar um oponente. Ele continuará atacando até matá-lo e então arrancar-lhe a língua, devorando-a imediatamente. Ao enfrentar múltiplos alvos, é comum que agarre e golpeie um de cada vez, mas sua preferência é atacar inimigos que estejam dormindo, sem atordoando e mantando um de cada vez, sem acordar ninguém.


Alimento único. Essa criatura não precisa de nenhuma outra fonte de nutrição, exceto algumas poucas línguas por semana.


Arranca Línguas

Monstruosidade grande, caótico e mau

 

Classe de Armadura: 14 (armadura natural)

Pontos de vida: 142 (15d10 + 60)

Deslocamento: 12 m, escalar 12 m.

 

FOR DES CON INT SAB CAR

21 (+5) 12 (+1) 18 (+4) 8 (-1) 11 (+0) 7 (-2)

 

Salvaguardas: For +8, Con +7

Perícias: Atletismo +8, Furtividade +4, Percepção +3, Sobrevivência +3

Sentidos: Visão no escuro 18 m; Percepção passiva 13

Idiomas: Nenhum

Desafio: 8 (3.900 XP)

 

Camuflagem na Floresta. O Arranca Línguas tem vantagem em testes de Destreza (Furtividade) feitos na mata.


Monstro de Cerco. O Arranca Línguas causa o dobro do dano a objetos e estruturas.


Audição e Olfato Apurados. Esta criatura tem vantagem em testes de Sabedoria (Percepção) que dependam da audição ou do olfato.

 

Ações:

Ataques Múltiplos. O Arranca Línguas faz dois ataques com os punhos.


Punhos. Arma de Combate Corpo a Corpo: +8 para acertar, alcance 1,5 m, um alvo. Dano: 21 (3d10 +5) pontos de dano contundente e o alvo faz uma salvaguarda de constituição, CD 16. Se falhar, fica atordoado até o final do seu próximo turno.


Forma de Árvore (1/dia). Durante uma hora o Arranca Línguas se transforma em uma árvore ou tronco caído. As estatísticas dele são as mesmas nesta forma, exceto pelas mudanças de deslocamento, que se torna 0. Qualquer equipamento que ele estiver usando ou carregando não é transformado. Ele reverte para a forma verdadeira ao morrer. Ele pode usar uma ação bônus para voltar sua forma normal.

 

Adapte o Arranca Línguas para outros sistemas com nosso Grimório

 

Imagem: Claudio Bergamin


Fontes de pesquisa:


ALVES, Januária. Abecedário de Personagens do Folclore Brasileiro. 1ª Edição. São Paulo: FTD: SESC Edições, 2017.

BEZERRA, Juliana. Lendas da Região Centro-Oestes. In: <https://www.todamateria.com.br/lendas-da-regiao-centro-oeste/>. Acesso em 22 de outubro de 2020.

CASCUDO, Câmara. Geografia dos Mitos. 1ª ed. São Paulo: Global editora. 2012.

LACERDA, Regina. Estórias e Lendas de Goiás e Mato Grosso. 3ª ed. São Paulo: Edigraf, 1997.

PESSONI, Arquimedes. Dona Benta, McLuhan e o chupa-cabras a força das lendas urbanas na Internet. Revista Internacional de Folkcomunicação, v. 3, n. 5, 2008.

SHARPE, Lawrence A. Dicionário do Folclore Brasileiro. 1955.


354 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo