Bicho-Homem (D&D 5ª ed) - Bestiário Tropical pag. 094

Apoie você também nosso projeto.


Seu punhos destroem montanhas e seus gritos são ouvidos a léguas de distância, podendo matar ou deixar permanentemente assombrados os que os escutam. Sua forma lembra um humanoide, com altura de aproximados cinquenta metros, pesando uma centena de toneladas e com a pele tão grossa quanto as pedras de uma muralha, urrando parar anunciar o fim da vida naquela região. Sua boca é desproporcionalmente grande, seus cabelos e sua imensa barba estão cobertos de sujeira e árvores inteiras e seu único olho é um grande buraco de fogo infernal. Esse "bicho-homem" possui apenas uma perna, mas avança de forma bastante veloz, movendo-se a largos pulos e deixando um rastro de quilômetros de destruição e causando tremores por onde passa.


O Bicho-homem está entre as mais poderosas criaturas existentes. Costuma dormir por décadas ou até séculos, em grandes cavernas que ele mesmo escava em montanhas ou serras, acordando sempre faminto e capaz de devorar cidades inteiras. É comum que torture ou queime suas presas, pois aprecia muito o sabor do pânico e da agonia de suas vítimas. Não há tipo de criatura de quem não possa se alimentar, mas tem preferência por seres inteligentes e apavorados, podendo comer desde humanoides até monstruosidades, feéricos e ínferos.


Diferente de muitos tipos de bestas ancestrais, essa criatura é inteligente, mas é difícil que se note essa característica, pois o Bicho-homem é tomado por um grau de violência desproporcional, usando sua racionalidade apenas para maximizar seus danos e dificilmente irá se comunicar com uma criatura que considere como inferior.


Bicho-Homem

Monstruosidade (titã) colossal, caótico e mau

 

Classe de Armadura: 21 (armadura natural)

Pontos de vida: 592 (32d20 + 256)

Deslocamento: 18 m

 

FOR DES CON INT SAB CAR

29 (+9) 12 (+1) 27 (+8) 10 (+0) 14 (+2) 8 (-1)

 

Salvaguardas: Con +14, Int +7, Sab +9, Car +6

Perícias: Percepção +9

Resistência a danos: Psíquico e Necrótico

Imunidade a danos: Ígneo, venenoso; Contundente, cortante e perfurante de ataques não-mágicos.

Imunidade a condições: Amedrontado, atordoado, enfeitiçado, envenenado, exausto, incapacitado, paralisado.

Sentidos: Visão no escuro 36 m, percepção passiva 18

Idiomas: Primordial. Compreende Subcomum e Gigante, mas não é capaz de falar.

Desafio: 24 (62.000 XP) Bônus de Proficiência: +7

 

Armas Mágicas. Os ataques do Bicho-homem são considerados mágicos. Monstro de Cerco. O Bicho-homem causa o dobro de dano a objetos e estruturas.


Resistência à Magia. Esta criatura tem vantagem em salvaguardas contra magias e outros efeitos mágicos.


Resistência Lendária (3/Dia). Se o Bicho-homem falhar em uma salvaguarda, ele pode escolher obter sucesso no lugar.

 

Ações:


Ataques Múltiplos. O Bicho-homem usa Grito do Terror, se possível, e faz dois ataques com as garras.


Garras. Arma de Combate Corpo a Corpo: +16 para acertar, alcance 4,5 m, um alvo. Dano: 31 (5d8 + 9) pontos de dano cortante.


Grito do Terror (Recarga 6). O Bicho-homem solta um urro altíssimo, aterrorizando as criaturas que escutarem. Todas as criaturas até 3 km do Bicho-homem devem fazer uma salvaguarda de Sabedoria CD 18. Aqueles que falharem ficam amedrontados e sofrem 7 (2d6) pontos de dano psíquico. Uma criatura pode repetir a salvaguarda no final de cada um dos turnos dela, com desvantagem se o Bicho-homem estiver em sua linha de visão, terminando o efeito sobre si apenas quando obter sucesso. Se a salvaguarda de uma criatura for bem sucedida, a criatura ficará imune ao efeito de amedrontar do Grito do Terror do Bicho-homem pelas próximas 24 horas.

Uma criatura que esteja a 36 m do Bicho-homem também deve fazer uma salvaguarda de Constituição CD 24. Se falhar, sofre 33 (6d10) pontos de dano trovejante e fica surda por 1 minuto. Se for bem sucedida, sofre apenas metade do dano e não fica surda.

 

Ações lendárias:


O Bicho-homem pode realizar 3 ações lendárias, escolhidas dentre as opções abaixo. Apenas uma ação lendária pode ser usada por vez e apenas no final do turno de outra criatura. O Bicho-homem recupera as ações lendárias gastas no começo do turno dele.


Garras. O Bicho-homem realiza um ataque de garras.


Movimento. O Bicho-homem se move até metade do seu deslocamento.


Olhar Flamejante (3 ações). O Bicho-homem expele fogo em uma linha de 36 metros. Cada criatura na área deve realizar uma salvaguarda de Destreza CD 24, sofrendo 71 (13d10) de dano de fogo se falhar ou metade desse dano caso obtenha sucesso. Pancada (2 ações). Arma de Combate Corpo a Corpo: +16 para acertar, alcance 4,5 m, um alvo. Dano: 37 (8d6 + 9) pontos de dano contundente. Se o Bicho-homem acertar ou alvo ou não, o alvo e todas as criaturas a até 3 m devem fazer uma salvaguarda de Força CD 24. Se falharem, serão derrubados e empurrados 3 m para longe. A área até 3 m em volta do alvo se tona terreno difícil.

 

Adapte o Bicho-Homem para outros sistemas com nosso Grimório

 

Imagem: Julia GMA (sigam ela)


Fontes de pesquisa:


ALVES, Januária. Abecedário de Personagens do Folclore Brasileiro. 1ª Edição. São Paulo: FTD: SESC Edições, 2017.


CASCUDO, Câmara. Geografia dos Mitos. 1ª ed. São Paulo: Global editora. 2012.


FERNANDES, Gleicienne; PITHON, Mariana. De Quibungos e meninos. Belo Horizonte: FALE/UFMG, 2008.




239 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo