Boi Vaquim (D&D 5ª ed) - Bestiário Tropical pag. 009

Atualizado: 6 de out. de 2020

Um touro branco com longas asas, com chifres de ouro que pegam fogo e soltam pequenas labaredas. Seus olhos são feitos de diamante. Sua respiração é solta pequenas baforadas de fogo e fumaça, praticamente inofensivas.


Vaquins são seres de origem celestial que habitam principalmente planícies e montanhas. São criaturas solitárias, que sabem o quanto sua presença intimida pessoas comuns e evitam cidades ou regiões muito próximas a estradas.


Por conta de seus chifres e olhos valiosos, que despertavam a ganancia em pessoas inescrupulosas, os vaquins foram caçados até ficarem a beira da extinção. Por esse motivo, são raros os seres dessa espécie no mundo mortal. Embora a espécie seja chamada de "boi", existem tanto machos quanto fêmeas.


Tesouro do Vaquim. Dependendo do mestre e do cenário, é possível que partes do corpo da criatura permaneçam na Terra ou que se desfaçam lentamente. Se assim for, os olhos do Vaquim valem 500 PO cada e os chifres 100 PO cada. Também é possível, em alguns cenários, que o corpo da criatura desapareça no caso de sua morte, retornando ao plano celestial.


Domando o boi. Diz a lenda que o Boi Vaquim só poderia ser domado por alguém de grande valor e coragem, além de grande habilidade em montaria, sendo capaz de laçá-lo e montá-lo, mas também demonstrando de alguma forma o seu valor. Só então o vaquim aceitaria que essa pessoa o cavalgue, mas isso não significa que o boi necessariamente passará o resto da vida obedecendo suas ordens.


Boi Vaquim como montaria de Paladino. Um paladino de grande poder, que tenha provado seu valor e dignidade, pode usar a magia Convocar Montaria Maior* para ter o Boi Vaquim como sua montaria, use as estatísticas padrão da criatura para isso. Lembre-se de conversar com o seu DM para pedir permissão antes de invocar a montaria.


*Guia de Xanathar para todas as Coisas


Boi Vaquim

Celestial grande, leal e bom

 

Classe de Armadura: 12 (armadura natural)

Pontos de vida: 47 (5d10 + 20)

Deslocamento: 15 m, voo 21m.

 

FOR DES CON INT SAB CAR

20 (+5) 10 (+0) 19 (+4) 8 (-1) 15 (+2) 11 (+0)

 

Salvaguardas: For +7, Sab +4

Perícias: Intuição +6

Sentidos: Visão no escuro 18 m, percepção passiva 12

Idiomas: Compreende Celestial, Comum e Silvestre, mas não é capaz de falar.

Desafio: 2 (450 XP)

 

Carga. Se o Vaquim se mover pelo menos 6 metros em linha reta em direção a uma criatura, logo antes de atingi-la com um ataque de chifre flamejante, o alvo sofre 7 (2d6) pontos de dano perfurante adicionais e deve ser bem-sucedido em uma salvaguarda de Força com CD 15 ou ficará caído.


Montaria Indomável. O Boi Vaquim tem vantagens para resistir à testes de agarrar.

 

Ações:


Chifre flamejante. Arma de Combate Corpo a Corpo: +7 para acertar, alcance 1,5 m, um alvo. Dano: 14 (2d8 + 5) pontos de dano cortante mais 3 (1d6) pontos de dano ígneo.

 

Variação: Asas douradas


Vaquins de asas douradas são mais poderosos do que os de asas brancas. Essa variação possui ND 3 (700 XP), resistência a dano ígneo e a seguinte ação:


Respiração de Fogo (Recarrega 6). O Boi expele fogo num cone de 4,5 metros. Cada criatura na área deve realizar uma salvaguarda de Destreza CD 14, sofrendo 17 (5d6) de dano de fogo, se falhar, ou metade desse dano, caso obtenha sucesso.

 

Adapte o Boi Vaquim para outros sistemas com nosso Grimório

 

Imagem: Matheus Manhoni


Fontes de pesquisa:


CASCUDO, Luís da Câmara. Dicionário do folclore brasileiro. 10ª ed. São Paulo: Ediouro. s/d, ISBN 85-00-80007-0.

LIMA, Rossini T. Abecê do Folclore. São Paulo: Martins Fontes. 2003.

LIMA, Viviane. HOMEM-ANIMAL: A CONSTRUÇÃO DE UMA METÁFORA NA CULTURA POPULAR BRASILEIRA. Textos Escolhidos de Cultura e Arte Populares, v. 7. n. 1, mai. 2010.

MAIOR, Mário S. LÓSSIO, R. Dicionário de folclore para estudantes. Recife: Editora Massangana. 2004.

RODRIGUES, Félix C. Farrapo: Memórias de um cavalo. Rio de Janeiro: Globo. 1958.


Narrativas orais relatadas pela pela professora Fernanda Colli, pesquisadora de folclore do estado de São Paulo, em 26 de set 2020.

455 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo