top of page

Fogo Morto (D&D 5ª ed) - Bestiário Tropical pag. 050

Gostou do conteúdo? Apoie nosso projeto.


A fogueira onde se preparava a refeição começa a crescer e esquentar, transformando-se em um fogaréu de mais de dois metros de altura de onde línguas do fogo se desprendem, incinerando qualquer coisa que tocam. Alguém mais atento que olhar para dentro do fogo notará a presença de uma entidade, cuja forma lembra vagamente uma pessoa feita de chamas e das cinzas da fogueira.


Essa criatura é um elemental cruel, invocado contra sua vontade por meio de um ritual que muitas vezes é feito sem que o invocador tenha noção do que faz: Acender uma fogueira em campo aberto em cima dos restos de outra fogueira. Ao fazer isso em regiões onde o plano do fogo é mais próximo, essa criatura é invocada e só tem o desejo de destruir complemente a vida daquele que a convocou.


A criatura acredita que seu invocador cometeu alguma forma de pecado monstruoso e que merece ser punida com todo rigor. É possível que ela tente incinerar seu invocador de imediato, mas também pode escolher destruir a vida e as propriedades de seu invocador, queimando seus bens, fazendo-o perder amigos e familiares e causando toda forma de infortúnios até se dar por satisfeita, o que muitas vezes só vai ocorrer quando o invocador der fim à própria vida ou o Fogo Morto resolva terminar de vez com seu sofrimento.


Queimar e destruir. Apesar de não ser muito inteligente, o Fogo Morto possui alguma noção de como destruir a vida de seu invocador. Muitas vezes, ele pode esperar por anos no plano etéreo, observando tudo e aguardando o momento de certo para causar o máximo de danos emocionais e financeiros a seu alvo. Não há nenhuma forma de convencê-lo do contrário ou qualquer coisa que ele não faria para poder prejudicar seu invocador.


Fogo Morto

Elemental médio, caótico e mau

 

Classe de Armadura: 14 (armadura natural)

Pontos de vida: 97 (13d8 + 39)

Deslocamento: 15 m

 

FOR DES CON INT SAB CAR

10 (+0) 17 (+3) 16 (+3) 6 (-2) 14 (+2) 13 (+1)

 

Perícias: Percepção +5

Resistência a danos: Contundente, cortante e perfurante de ataques não-mágicos.

Imunidade a danos: Ígneo e venenoso.

Imunidade a condições: Agarrado, caído, contido, envenenado, exausto, inconsciente, paralisado, petrificado.

Sentidos: Percepção às cegas 18 m, percepção passiva 15

Idiomas: Ignan

Desafio: 6 (2.300 XP)

 

Amaldiçoar Invocador. No momento que uma criatura invoca o Fogo Morto e no final de seus turnos, o Fogo Morto joga uma maldição naquele que o invocou. A criatura deve fazer uma salvaguarda de Sabedoria CD 13. Se falhar, sempre que ela fizer uma jogada de ataque ou um testes de atributo, ele deverá jogar 1d4 e subtrair o número obtido do resultado da jogada de ataque ou testes de atributo. O efeito só pode ser removido pela magia Remover Maldição ou Desejo ou matando o Fogo Morto.


Detectar Invocador. O Fogo Morto sabe a direção da criatura que o invocou, mesmo que esteja em outro plano, mas ele não sabe sua localização exata.


Forma de Fogo. O elemental pode se mover através de um espaço de até 2,5 centímetros de espessura sem se espremer. Uma criatura que toque o elemental ou o atinja com um ataque corpo a corpo a até 1,5 metro dele sofre 5 (1d10) pontos de dano ígneo. Além disso, o elemental pode entrar no espaço de uma criatura hostil e ficar parado nele. Da primeira vez que ele entra no espaço de uma criatura em um turno, a criatura sofre 5 (1d10) pontos de dano ígneo e pega fogo. Até que alguém use uma ação para extinguir o fogo, a criatura sofre 5 (1d10) pontos de dano ígneo no início de cada um dos turnos dela.


Iluminação. O elemental emite luz plena num raio de 9 metros e penumbra a 9 metros adicionais.


Visão Etérea. O Fogo Morto pode ver a até 18 m no Plano Etéreo quando está no Plano Material e vice-versa.

 

Ações:


Ataques Múltiplos. O Fogo Morto faz dois ataques corpo a corpo


Língua de Fogo. Arma de Combate Corpo a Corpo: +6 para acertar, alcance 3 m, um alvo. Dano: 12 (3d4 +3) ponto de dano ígneo. Se o alvo for uma criatura ou objeto inflamável, ele pega fogo. Até que uma criatura use uma ação para extinguir o fogo, a criatura sofre 5 (1d10) ponto de dano ígneo no início de cada um dos turnos dela.


Disparar Chamas. Arma de Combate à Distância: +6 para acertar, distância 12/48 m, um alvo. Dano: 8 (1d10 + 3) ponto de dano ígneo.


Forma Etérea. O Fogo Morto entra no Plano Etéreo a partir do Plano Material ou vice-versa.

 
 

Imagem: Karol Kościuszko


Fontes de pesquisa:


ALVES, Januária. Abecedário de Personagens do Folclore Brasileiro. 1ª Edição. São Paulo: FTD: SESC Edições, 2017.


CASCUDO, Luís da Câmara. Dicionário do folclore brasileiro. 10ª ed. São Paulo: Ediouro, 1954.


HAASE FILHO, Pedro. Lendas Gaúchas. 1ª Edição. Porto Alegre: RBS Publicações, 2007.


Entrevista do Grimório Tropical com a professora Paula Simon e Severino Moreira, pesquisadores de cultura popular gaúcha.

387 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Commentaires


bottom of page