Mãozinha Preta (D&D 5ª ed) - Bestiário Tropical pag. 056

Gostou do conteúdo? Apoie nosso projeto.


Uma mão escura e sem um corpo aparece flutuando, sozinha e silenciosa, realizando tarefas domésticas cotidianas e assustando a todos que a veem.


Não se sabe ao certo como aparições desse tipo aparecem neste mundo, mas seu propósito é bastante simples: manter a ordem doméstica. Costumam viver em casarões antigos ou velhas fazendas e cercanias. Limpam, cozinham e organizam a casa, mas também podem punir aqueles não auxiliam a mantê-la em ordem, principalmente as crianças travessas, os maridos vadios e patrões que não cuidam corretamente de suas residências. Atacam também os que ficam fora de casa em dias santos e não são incomuns os casos de senhores nobres que foram assombrados por por mãozinhas.


Mãozinha da Justiça. Caso alguém peça por sua ajuda, a Mãozinha pode optar por atender, caso considere que a pessoa é digna de receber essa ajuda. Caso considere que a pessoa não é digna, a Mãozinha provavelmente irá atacar o indivíduo por sua insolência. Normalmente é obediente aos patrões da residência que considere como sua, enquanto os considerar justos e merecedores, punindo aqueles que considerar injustos. Também não é gosta de nenhuma forma de escravidão, sempre tomando para si o lado daqueles que foram escravizados. Para convocá-la, deve-se dizer “Mãozinha da Justiça, quero merecer de sua ajuda”.


Natureza Morta-Viva. Como não está viva, a Mãozinha Preta não precisa comer, beber, dormir ou respirar.


Familiar. Com a permissão do Mestre, uma pessoa que conjurar a magia Convocar Familiar pode escolher convocar uma Mãozinha Preta, mas somente se ela considerar que o conjurador é merecedor de sua ajuda. Do contrário, ela irá atacá-lo por sua insolência.


Mãozinha Preta

Morto-vivo miúdo, ordeiro e neutro.

 

Classe de Armadura: 12

Pontos de vida: 7 (2d4 + 2)

Deslocamento: 6 m, voo 9 m

 

FOR DES CON INT SAB CAR

13 (+1) 14 (+2) 12 (+1) 5 (-3) 10 (+0) 4 (-3)

 

Perícias: Prestidigitação +4, Intuição +4

Resistências a dano: Contundente, cortante e perfurante de ataques não-mágicos.

Imunidades a dano: Venenoso

Imunidades a condições: Enfeitiçado, envenenado e exausto

Sentidos: Percepção às cegas 18 m (cego além desse raio).

Idiomas: Compreende Comum, mas não pode falar.

Desafio: 1/8 (25 XP)

 

Convocação. A Mãozinha Preta pode ouvir quando é convocada, não importa a distância, e pode usar uma ação para se teletransportar até quem a chamou, contanto que estejam no mesmo plano de existência.


Espírito Doméstico. A Mãozinha Preta leva metade do tempo para fazer serviços domésticos. Se for necessário fazer um teste para esse tipo de tarefa, ele tem ventagem no teste.


Resistência à Expulsão. A Mãozinha Preta vantagem em salvaguardas contra efeitos de expulsar mortos-vivos.

 

Ações:


Garra. Arma de Combate Corpo a Corpo: +3 para acertar, alcance 1,5 m, um alvo. Dano: 3 (1d4 + 1) pontos de dano contundente ou cortante (à escolha da Mãozinha).


Teletransporte. A Mãozinha Preta teletransporta-se magicamente para um espaço desocupado até 18 metros de distância, junto com todo o equipamento que esteja vestindo ou carregando.

 

Adapte a Mãozinha Preta para outros sistemas com nosso Grimório

 

Imagem: Ícaro "El Chavo Man" Maciel


Fontes de pesquisa:


ALVES, Januária. Abecedário de Personagens do Folclore Brasileiro. 1ª Edição. São Paulo: FTD: SESC Edições, 2017.


CASCUDO, Luís da Câmara. Dicionário do folclore brasileiro. 10ª ed. São Paulo: Ediouro, 1952.


COSTA, Catia. Práticas pedagógicas de uma professora de educação física de início de carreira: um estudo de caso. Dissertação de Mestrado. São Carlos: UFSCAR, 2013.


PIRES, Cornélio. Conversas ao pé do fogo. 2ª ed. São Paulo: Imprensa Oficial do Estado, 1987.


TAVARES DE LIMA, Rossini. Mitos do Estado de S. Paulo. Revista do Arquivo Municipal. Vol. 117 - 120. São Paulo: Arquivo Municipal, 1947.

147 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo