Machado de Assis: Caçador de Monstros - Inspirações p/ sua Crônica pag. 006


Rio de Janeiro, 1875. Uma estranha sequência de mortes assombra a capital do império. A população, em busca de um culpado, acusa os escravos. Ao mesmo tempo, um jornalista negro começa a fazer grande sucesso em sua carreira, sendo destacado como um dos mais jovens talentos literários de sua época. O escritor se vê em meio a uma sinistra investigação que pode decidir o destino da nação.


Essa revista, em formato de mangá, coloca o clássico Machado de Assis, romancista, membro fundador da academia de letras e um dos maiores escritos da língua portuguesa, no papel de um detetive, conhecedor das artes marciais e dos segredos do ocultismo. A história segue a linha de releituras de ação de personagens tempos clássicos, como vem sendo feito com Sherlock Holmes e outras obras britânicas vitorianas, porém com um jeitinho bem brasileiro.


Machado de Assis: Caçador de Monstros é uma história criativa e mergulhada em um mar de brasilidade. A HQ busca falar, através de uma linguagem leve e acessível, sobre a nossa história e literatura. Os fãs da literatura podem encontrar ainda diversas referências sutis às obras clássicas de Machado, como Quincas Borba, O Alienista e Dom Casmurro, como se os acontecimentos da história estivessem inspirando os futuros romances do jovem escritor.


É importante avisar que a revista deixa a história em aberto e que a editora já anuncia uma continuação em breve. A primeira edição foi publicada em 2017, por meio de um financiamento coletivo, e se encontra a venda no site da Primal Studio, que já anunciou que a segunda edição sairá em breve.


Vale a pena ressaltar também que a edição possui um interessante trabalho de ambientação ao Brasil imperial, colocando diversos trechos (fictícios) de jornais da época, em maioria escritos pelo próprio Machado. Para aqueles que procuram uma história investigativa, com algum suspense e combate, e uma pegada clássica do romantismo e o cenário do Brasil imperial, certamente esta será uma ótima inspiração para sua crônica.


E se você gosta de obras machadianas no RPG, talvez queira ver a crônica de D&D que narramos sobre o assunto. Está no Youtube.



68 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo