Nego d'Água (D&D 5ª ed) - Bestiário Tropical pag. 054

Atualizado: 3 de set. de 2021

Esta criatura foi escolhida pelos nossos apoiadores. Faça parte desse apoio.


Uma criatura humanoide, com olhos vermelhos, pele escamosa e reluzente e dedos com nadadeiras e garras nas pontas. Não possui pelos, mas uma barbatana dorsal que vai da cabeça até a base da coluna. Não veste nenhuma roupa e não porta qualquer arma, pois seus dentes e garras parecem bons o bastante para lidar com qualquer inimigo.


Também chamado de Caboclo d'Água, essa espécie aquática possui escamas azuis, esverdeadas ou cor de cobre. Podem viver em rios, lagos ou em mares, próximos da costa. São bastante brincalhões, mas odeiam pescadores e outros invasores. Evitam contato com humanoides em geral. Muitos membros da espécie vivem de forma bastante solitária, mas não são raros os que escolhem viver em bandos, nômades ou sedentários, e há casos até de cidades criadas por eles no fundo do mar.


Personalidade inconstante. Negos d'Água mudam de ideia com certa frequência, de acordo com o que ocorre a sua volta. Costumam ser violentos com invasores de seus territórios, mas é possível que sejam convencidos a não atacar com presentes ou oferendas. Embora seja mais comum que sejam os causadores de um naufrágio, é possível que alguns deles desenvolvam amizade com alguns pescadores, o que é raro, e possam vir até a salvar suas vidas de se afogar algum dia. A espécie é majoritariamente agressiva e maligna, mas cerca de 25% dos membros dessa espécie são caóticos e neutros.


Estratégias para atacar. Uma das principais táticas de combate dessa espécie é virar canoas, jangadas ou barcos pequenos e eliminar os tripulantes na água. Essas criaturas possuem vantagem em testes de Força (Atletismo) para virar embarcações. Também é comum que procurem enganar os pescadores, usando a forma de um animal aquático ou de cavalo morto, esperando que algum curioso de aproxime para agarrá-lo e puxá-lo para o fundo.


Cobrança de tributos. Aqueles que pescam em seus domínios devem pagar tributos ao Nego d'Água. Do contrário, ele espanta o peixe, rasga as redes de pesca e, se for de noite, ataca os barcos.


Nego d'Água

Monstruosidade média (metamorfo), caótico e mau

 

Classe de Armadura: 15 (armadura natural)

Pontos de vida: 112 (15d8 + 45)

Deslocamento: 9 m, natação 18 m

 

FOR DES CON INT SAB CAR

21 (+5) 16 (+3) 17 (+3) 11 (+0) 13 (+1) 8 (-1)

 

Salvaguardas: Des +6, Con +6, Int +3, Sab +4

Perícias: Atletismo +8, Furtividade + 7, Lidar com Animais +4, Percepção +4

Resistência a Danos: Gélido; Contundente, cortante e perfurante de ataques não-mágicos.

Sentidos: Visão no escuro 18 m, Percepção passiva 14

Idiomas: Comum, Abissal e Aquan

Desafio: 7 (2.900 XP)

 

Anfíbio. O Nego d'Água pode respirar ar e água.


Armadilha do Cavalo Morto. O Nego d'Água cria uma ilusão entorno de si que se assemelha a um cavalo morto boiando no rio ou na margem, com a intenção de surpreender curiosos. Uma criatura pode fazer um teste de Inteligência (investigação) CD 12 para perceber que é uma ilusão. Se o Nego d'Água atacar ou sofrer dano a ilusão se desfaz.


Metamorfo. O Nego d'Água pode usar uma ação para metamorfosear-se em um animal aquático de tamanho médio ou menor ou de volta para sua forma monstruosa. As estatísticas dele são as mesmas em qualquer forma. Qualquer equipamento que ele estiver usando ou carregando não é transformado. Ele reverte para a forma verdadeira ao morrer.


Dono do Rio. O Nego d'Água pode conjurar Amizade Animal um número ilimitado de vezes com essa habilidade, mas tendo apenas criaturas aquáticas como alvo. Ele também pode se comunicar telepaticamente com criaturas aquáticas, recebendo apenas ideais simples.

 

Ações:


Ataques Múltiplos. O Nego d'Água faz três ataques: um com a mordida e dois com as garras.


Garras. Arma de Combate Corpo a Corpo: +8 para acertar, alcance 1,5 m, um alvo. Dano: 12 (2d6 + 5) pontos de dano cortante e o alvo fica agarrado (CD 16 para escapar). Até o agarrão terminar, o alvo está contido e o Nego d'Água não pode agarrar outro alvo.


Mordida. Arma de Combate Corpo a Corpo: +8 para acertar, alcance 1,5 m, um alvo. Dano: 10 (1d10 +5) pontos de dano perfurante.

 

Adapte o Nego d'Água para outros sistemas com nosso Grimório

 

Imagem: Ikarow


Fontes de pesquisa:


ALVES, Januária. Abecedário de Personagens do Folclore Brasileiro. 1ª Edição. São Paulo: FTD: SESC Edições, 2017.


CASCUDO, Câmara. Geografia dos Mitos. 1ª ed. São Paulo: Global editora. 2012.


LACERDA; Regina. Estórias e Lendas de Mato Grosso e Goiás. 2ª edição. São Paulo: Edigraf. 1960.


TAVARES DE LIMA, Rossini. Mitos do Estado de S. Paulo. Revista do Arquivo Municipal. Vol 117 - 120. São Paulo: Arquivo Municipal, 1947.


Entrevista com ACAS Caipira, pesquisador de cultura popular brasileira, feita pelo Grimório Tropical.


Depoimentos recolhidos pelo Grimório Tropical com moradores da Bahia, Tocantins e Rio de Janeiro.


193 visualizações1 comentário

Posts recentes

Ver tudo