Pelznickel (D&D 5ª ed) - Bestiário Tropical pag. 021

Um homem alto, com garras, chifres e dentes pontudos. Seus pés são cascos e seu corpo é coberto de pelos, folhas e sujeira. Se usar alguma vestimenta, são apenas trapos. Possui correntes e sinos amarrados por todo o corpo, de forma que o seu andar faz barulho, se ele assim desejar. Carrega consigo seus instrumentos de tortura e, amarrado em suas costas, um grande saco velho. Sua voz é quase um rosnado e ele cantarola uma música de natal.


Dizem que essas criaturas eram duendes que trabalhavam para um bom velhinho, fabricando brinquedos para crianças boas, mas se revoltaram, passando a punir as más, ao invés disso. Outros dizem que o próprio bom velhinho incumbiu essa tarefa a humanos, que se transformaram nestes seres. Fato é que, uma vez por ano, eles aparecem para ver quem foi bom ou mau. Se a criança foi boa, o Pelznickel pode até dar a ela um presente, mas se foi ruim, ele lhe dá uma surra terrível e avisa que, se continuar assim, no próximo ano ele virá buscá-la, levando-a embora para sempre em seu saco. Alguns pelznickels não se limitam somente às crianças.


No resto do ano, não costumam interagir com seres de outras espécies. Vivem nas matas e são exímios caçadores, perseguindo incansavelmente os rastros de crianças que tentam fugir e se esconder deles nas florestas.


Em muitos lugares, os jovens (e até os mais velhos) passam o ano inteiro se policiando para não fazer nada de mau, na esperança de, talvez, ganhar algum presente ou, ao menos, escapar das cruéis punições do Pelznickel.


Ações em grupo. Embora a maioria dos membros desta espécie prefira agir sozinha, há diversos relatos de que façam associações, algumas com dezenas de membros agindo juntos para cumprirem suas missões.


Pelznickel

Feérico médio, ordeiro e mau.

 

Classe de Armadura: 15 (armadura natural)

Pontos de vida: 95 (10d10 +40)

Deslocamento: 12 m

 

FOR DES CON INT SAB CAR

21 (+5) 15 (+2) 18 (+4) 12 (+1) 14 (+2) 14 (+2)

 

Perícias: Atletismo +8, Furtividade +5, Intimidação +8, Sobrevivência +5

Resistências: Gélido; Contundente, cortante e perfurante de ataques não-mágicos.

Sentidos: Visão no escuro 18 m, percepção passiva 12

Idiomas: Comum, Silvestre e Infernal

Desafio: 7 (2.900 XP)

 

Audição e Visão Aguçadas. Esta criatura tem vantagem em testes de Sabedoria (Percepção) que dependam da audição ou da visão.


Detectar os Malcomportados. O Pelznickel sabe o alinhamento das criaturas a até 36 m dele e sente intuitivamente se eles fizeram muitas ações malignas ou benignas durante o último ano.


Resistência à Magia. Esta criatura tem vantagem em salvaguardas contra magias e outros efeitos mágicos.

 

Ações:


Ataques Múltiplos. O Pelznickel faz três ataques: um com a mordida, um com o tridente e outro com as garras ou o chicote.


Mordida. Arma de Combate Corpo a Corpo:+8 para acertar, alcance 1,5 m, um alvo. Dano: 10 (1d10 + 5) pontos de dano perfurante.


Garras. Arma de Combate Corpo a Corpo: +8 para acertar, alcance 1,5 m, um alvo. Dano: 8 (1d6 + 5) pontos de dano cortante e o alvo está automaticamente agarrado (CD 14 para escapar). Até o agarrão terminar, o Pelznickel não pode agarrar outro alvo.


Chicote. Arma de Combate Corpo a Corpo: +8 para acertar, alcance 4,5 m, um alvo. Dano: 7 (1d4 + 5) pontos de dano cortante e alvo deve fazer uma salvaguarda de força CD 16. Se falhar, será puxado 3 m na direção do Pelznickel.


Tridente. Arma de Combate Corpo a Corpo ou à distancia: +8 para acertar, alcance 1,5 m e à distância 6/18 m, um alvo. Dano: 8 (1d6 + 5) pontos de dano perfurante ou 9 (2d8 + 5) pontos de dano perfurante se estiver usando com as duas mãos.

 

Adapte o Pelznickel para outros sistemas com nosso Grimório

 

Imagem: Jeff Jonhson


Fontes de pesquisa:


BEZZI, Meri Lourdes; GOMES, Ligian. MATERIALIZAÇÕES CULTURAIS GERMÂNICAS E SUA INFLUÊNCIA NA ORGANIZAÇÃO ESPACIAL DO MUNICÍPIO DE FELIZ/RS: UMA ANÁLISE NA PERSPECTIVA CULTURAL. Anais do Simpósio Latino-Americano de Estudos de Desenvolvimento Regional, v. 1, n. 1, 2018.


CABRAL, Fernanda et al. A IMAGEM SIMBÓLICA DO PELZNICKEL NA CULTURA ALEMÃ DOS GUABIRUBENSES: UM ESTUDO DE CASO. Anais do Encontro Mãos de Vida, v. 5, n. 1, 2019.


CASTRO, Álisson; COELHO, Ilanil. Percursos de personagens natalinos da Europa para a América: entre familiaridade e estranhamento. Métis: história & cultura, v. 14, n. 27, 2015.


KIELING, Rejane. As “Marcas” em Territórios Formados por Grupos Étnicos Alemães a Partir dos Estereótipos Linguagem, Trabalho e Religiosidade: o caso da comunidade rural de Linha Acre-Cândido Godói (RS). Desenvolvimento em Questão, v. 18, n. 50, p. 89-108, 2020.


RENAUX; Maria Luiza. O outro lado da história: O papel da mulher no Vale do Itajaí, 1850-1950. Blumenau: Editora da FURB, 1995.


Site da Sociedade Pelznickel <https://www.pelznickel.com.br>, de Guabiruba - SC.


Narrativas orais, recolhidas pelo Grimório Tropical, com o folclorista gaúcho Paulo César, da IOV - Brasil.



372 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo