Tapiora (D&D 5ª ed) - Bestiário Tropical pag. 030

É um animal com o corpo de um corpo felino de grande porte, ágil, musculoso e esguio. Sua cabeça é mais alongada e seu focinho termina em uma pequena tromba, de não mais que 10 centímetros. Suas patas traseiras são cascos, como os de um de porco, mas as da frente possuem garras. Seus dentes são afiados e muito brilhantes. Todo seu corpo é coberto por pelos amarelos com manchas pretas redondas. Ela possui um cheiro forte e desagradável.


Tapioras são guardiãs da mata, protegendo-a contra aqueles que não a respeitam e tentam extrair mais do que o necessário. Costumam ser um problema para pescadores e caçadores que não respeitem as leis da caça, como matar fêmeas prenhas. Essas onças com cabeça de anta são bem espertas, capazes de estratégias e de trabalho em equipe. Não costumam matar sem razão, mas detestam humanoides e podem abatê-los também para sua alimentação, principalmente se estiverem profanando regiões que consideram sagradas. Costumam viver em grandes rios e matas próximas.


Falsa inofensiva. Como estratégia comum, a Tapiora se aproxima de humanoides, fingindo-se dócil e inofensiva , indefesa, até estar no alcance para aplicar seu bote.


Virar canoas. Quando percebem inimigos viajando em pelos rios, dentro de seu território, tapioras costumam virar os barcos para devorar ou afogar os inimigos. Para virar uma embarcação pequena, com até 6 tripulantes, em uma ação, a tapiora deve ter deslocado ao menos 6 m, em direção à canoa, verticalmente, e realizar um teste de atributo de Força com CD 15. É possível receber auxílio de outras tapioras nesse teste.


Cascos traseiros. Tapioras não conseguem escalar, pois possuem cascos nas patas

traseiras.


Tapiora

Monstruosidade média, ordeiro e neutro

 

Classe de Armadura: 13 (armadura natural)

Pontos de vida: 55 (10d8 + 10)

Deslocamento: 15 m, natação 12 m

 

FOR DES CON INT SAB CAR

17 (+3) 15 (+2) 12 (+1) 6 (-2) 14 (+2) 11 (+0)

 

Perícias: Percepção +4, Sobrevivência +6

Sentidos: Visão no escuro 18 m, percepção passiva 14

Idiomas: Nenhum.

Desafio: 1 (200 XP)

 

Bote. Se a tapiora se mover ao menos 6 metros em linha reta em direção a uma criatura e então atacá-la com as garras, o alvo deve ser bem-sucedido em uma salvaguarda de Força, CD 12, ou ficará caído. Se o alvo estiver caído, a tapiora pode executar uma ação bônus para fazer um ataque de mordida contra ele.


Olfato Apurado. Esta criatura tem vantagem em testes de Sabedoria (Percepção) que dependam do olfato.


Prender a Respiração. Tapioras podem segurar a respiração durante 1 hora.

 

Ações:


Garras. Arma de Combate Corpo a Corpo: +5 para acertar, alcance 1,5 m, um alvo. Dano: 5 (ld4 + 3) pontos de dano cortante.


Mordida. Arma de Combate Corpo a Corpo: +5 para acertar, alcance 1,5 m, um alvo. Dano: 6 (ld6 + 3) pontos de dano perfurante.

 

Adapte a Tapiora para outros sistemas com nosso Grimório

 

Imagem: Marcos Fernando


Fontes de pesquisa:


ALVES, Januária. Abecedário de Personagens do Folclore Brasileiro. 1ª Edição. São Paulo: FTD: SESC Edições, 2017.


CASCUDO, Luís da Câmara. Dicionário do folclore brasileiro. 10ª ed. São Paulo: Ediouro, s/d. ISBN 85-00-80007-0.


SMITH, N. The Enchanted Amazon Rain Forest. Gainesville: University Press of Florida, 1996.


STRADELLI, Hermano. Vocabulário Português - Nheengatu. Revista do Instituto Histórico e Geographico Brasileiro. Tomo 104, Volume 158, p. 9-768. 1929.


Narrativas orais recolhidas pelo Grimório Tropical com moradores do estado do Amazonas.

365 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo